A DOENÇA // PROCEDIMENTOS

Paciente na Climec

O diferencial da Climec está associado à atenção e dedicação que dispensam aos pacientes, seja no pré ou no pós-operatório. Desde o agendamento da primeira consulta até os retornos para avaliação pós-cirúrgica, os pacientes são tratados com o máximo profissionalismo e atenção. Toda a equipe de profissionais da Climec trabalha com o objetivo de tornar a vida de seus pacientes melhor e mais saudável. Para isso, existe todo um processo cuidadoso de atendimento, que inclui procedimentos anteriores e posteriores à cirurgia. 
A equipe da Climec também promove reuniões entre sua equipe, pacientes já operados e candidatos à cirurgia.

Pré-operatório – Quais são os procedimentos anteriores à cirurgia?

Assim que o paciente agenda sua primeira consulta na Climec, inicia-se todo o seu processo de preparação para a cirurgia de redução de peso. Inicialmente, ele passa por uma consulta com o cirurgião Dr. Joao Luiz Azevedo, Professor Doutor da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) – um dos mais conceituados centros de pesquisa médica do país. Nesse primeiro contato, o paciente e o médico discutirão sobre todos os riscos relacionados à intervenção, bem como as expectativas e possibilidades reais de sucesso. Além disso, o paciente será orientado a realizar uma ampla avaliação clínica, que inclui uma série de exames laboratoriais. Esses exames são fundamentais, pois será por meio deles que os profissionais da Climec poderão analisar mais detalhadamente os riscos cirúrgicos e o controle das doenças associadas à obesidade. Além da consulta com o cirurgião, o paciente também será avaliado pela anestesiologista e pela nutricionista que compõem a equipe. É importante ressaltar que os profissionais da clínica trocam informações o tempo todo entre si, discutindo, em conjunto, caso a caso, todas as possibilidades e riscos de seus pacientes. Ao final de todas as entrevistas, e com todos os exames analisados, a equipe libera ou não o paciente para a intervenção. Caso ela não possa ocorrer num primeiro momento, os médicos apresentam os resultados para os pacientes e os orienta para uma nova tentativa, assim que possível. Caso o paciente atenda a todos os requisitos pré-cirúrgicos, a intervenção é agendada e inicia-se uma nova etapa de atendimento: os cuidados após a cirurgia.

Pós-operatório – Quais são os procedimentos posteriores à cirurgia?

A Climec sabe que um dos grandes fatores para o sucesso da cirurgia é o comprometimento e disciplina dos pacientes em seguir as orientações médicas no pós-operatório. Após a cirurgia, os profissionais da clínica reforçam essas orientações tanto nas visitas diárias ao hospital durante a internação, quanto nas consultas que devem ser feitas regularmente após a alta. Essas consultas são importantes para o acompanhamento da evolução do peso, controle de doenças associadas à obesidade, adaptação a uma nova dieta e necessidade de vitaminas ou outros medicamentos. Os profissionais da Climec sentem-se orgulhosos de rever seus pacientes operados e constatar o quão melhor eles se encontram após a cirurgia. Além dos benefícios estéticos, essas pessoas resgatam a auto-estima e acima de tudo, a qualidade de vida. As doenças associadas à obesidade tornam-se mais fáceis de serem controladas e o risco de terem suas vidas abreviadas por conta do excesso de peso diminuem de forma muito significativa.

Reuniões clínicas para antes e depois da cirurgia

Preocupados em ampliar o debate entre os candidatos à cirurgia e os já operados, regularmente a Climec promove reuniões entre eles para discutir as indicações, os riscos, as vantagens e as desvantagens de cada técnica cirúrgica. Os profissionais da clínica colocam-se à disposição para essa importante troca de informações, prestando todos os esclarecimentos necessários, minimizando as dúvidas e orientando os pacientes. Os candidatos à intervenção podem conversar com os já operados e ouvir suas experiências. Os operados podem conversar com a equipe sobre a adaptação à nova vida e outras orientações. Acima de tudo, essas reuniões representam um importante instrumento de esclarecimento aos pacientes. Além disso, é também uma oportunidade para divulgar o profissionalismo da equipe, que pode, por meio de seus pacientes operados, comprovar a eficiência e seriedade de seu atendimento. Consulte sempre o site para saber qual a data da próxima reunião!

Orientação nutricional – Como é o acompanhamento nutricional do paciente?

Logo no primeiro dia de operado são liberados água e chá, que devem ser tomados aos poucos e constantemente. Do 2º ao 20º dia apenas podem ser ingeridos líquidos, para não se forçar o "novo" estômago; do 20° ao 30° dia é permitido que a consistência da dieta seja cremosa, pois não exige mastigação e aumenta as opções de consumo alimentar. Nos primeiros 30 dias, a dieta deve ser líquida e hipocalórica, para haver adaptação gradual do estômago operado e de todo o organismo, impedindo a ocorrência de mal estar, tontura ou náuseas. Inicia-se com volumes de 50 ml (uma xícara de café) principalmente líquidos, administrados regularmente: água sem gás, água de coco, sucos de frutas coados, água de coco e isotônico (gatorede®), leite desnatado, sopas coadas (caldos) e gelatinas diet. Dieta após o primeiro mês Após o primeiro mês já é permitido ingerir sólidos, a dieta será evoluída gradualmente pela nutricionista, sempre respeitando um volume menor, limitando-se a ingerir, NO MÁXIMO 200g (um pires de chá) por refeição, mastigando-a demoradamente, já que o diâmetro de passagem dos alimentos é de cerca de 1,2 cm. Não haverá sensação de fome, pois o estômago reduzido rapidamente se enche, levando esta informação ao CENTRO DE SACIEDADE no cérebro, já que a inervação gástrica permanece intacta, produzindo-se a impressão de TER COMIDO MUITO! Decorrente da restrição drástica da quantidade alimentar, há a necessidade de suplementação vitamínica diária e permanente sendo necessário a administração de complexos vitamínicos para não ocorrer quadros carenciais.

Opera-se o estômago, mas não a cabeça do obeso, que continua a cultivar os mesmos vícios e posturas!

É de grande importância que o paciente seja acompanhado pela nutricionista antes e depois da cirurgia da obesidade, pois esta estará estudando individualmente os erros alimentares, as carências e necessidades, para planejar e orientar o cardápio dos operados.

A CLÍNICA
A DOENÇA
A CIRURGIA
ATENDIMENTO
11 5571-2472 contato@cirurgiadaobesidade.med.br
Cirurgia da Obesidade | 2006-12 © Todos os direitos Reservados.